Ler é ter o mundo nas mãos!
Curso de literatura Europeia, Vladimir Nabokov

Oi, Gente Tem vídeo novo lá no canal sobre as primeiras ideias do “curso de literatura europeia”. São muitos romances interessantes, como “Madame Bovary” e “Metamorfose”, analisados pelo autor de “Lolita”, que além de ser escritor, foi professor de literatura, entomologista e um charmoso refugiado russo.

Madame Bovary: trechos inesquecíveis
educação , literatura francesa , livros , Romance , século XIX / 21 de novembro de 2017

De minha leitura da obra e de minha releitura também feita esse ano com vocês lá no meu canal, https://www.youtube.com/channel/UCjZxSYYrACBnmC5cFDQzX_Q Ficaram na memória e nos cadernos alguns trechos inesquecíveis e quero neste post compartilhar alguns com vocês. « Elle devenait irritable, gourmande, et voluptueuse; et elle se promenait avec lui dans les rues, tête haute, sans peur, disait-elle, de se compromettre » (Gustave Flaubert, p.261). « Ce fut moins par vanité que dans le seul but de lui complaire. Il ne discutait pas ses idées; il acceptait tous ses goûts; il devenait sa maîtresse plutôt qu’elle n’etait la sienne » (p. 262). « Où donc avait-elle appris cette corruption, presque immatérielle à force d’être profonde et dissimulée? » (p. 263).  

Sobre meus sentimentos ao final de Madame Bovary
literatura francesa , livros , Romance , século XIX / 6 de novembro de 2017

Quero escrever sobre o “Madame Bovary”. Quero contar a vocês o final do livro. Quero comunicar e transmitir todo o sentimentalismo dos seus últimos capítulos. deixei vocês no vídeo 6 com a triste história de Hypollyte e de Charles. Perde-se mais que uma perna. Perdem-se o orgulho, a vergonha, um ofício! E tantas coisas mais acontecem! E quanto a Emma e Rodolphe, este “amor” vingará? Será amor? Por quanto tempo Emma conseguirá eternizar a novidade do adultério? Mas algo acontece e Emma e Rodolphe se separam. E ela vive esse rompimento como uma fatalidade e acaba arrastando sua família para dentro desta viagem pelo desequilíbrio e pela miséria. Preciso calar quanto aos mistérios que nos esperam a cada curva da história e a cada curva da estrada que leva a Rouen, no passeio de carruagem mais erótico da história da literatura. Em nenhum outro romance se lê uma descrição tão explícita e menos abstrata do que a da carruagem em furor, atravessando violentamente todas as ruas de Rouen. Jamais um passeio durou tanto tempo e foi feito com tal velocidade. Eu amei reler esse livro! Foi tenso, angustiante e que atire a primeira pedra quem nunca se sentiu um pouco…