Ler é ter o mundo nas mãos!
A biblioteca de Iuriátin

Um olhar pessoal sobre a biblioteca de Iuriatin, uma personagem super importante do livro Doutor Jivago! Não tanto por servir de palco para o reencontro de Iúri e Lara mas por ser o ponto de encontro e ao mesmo tempo de fratura, entre dois mundos, duas classes, uma infinidade de semblantes que se refugiavam mais nas suas paredes que na intimidade doa livros. Quer saber mais sobre esse lugar mágico? Então dê play no vídeo!  

Doutor Jivago, Boris Pasternak

Eis a playlist com os vídeos que eu fiz, para o Aline & Os Livros, comentando o livro maravilhoso de Pasternak “Doutor Jivago”.     Doutor Jivago, de Boris Pasternak, foi escrito entre 1945 e 1955. A primeira edição desse livro não foi em russo mas em italiano e foi lançada em 1957. O texto em russo, foi publicado em 1958, numa edição pirata na Holanda mas não era o texto original, mas uma versão editada que decepcionou Pasternak. Era impossível publicar um romance desse teor na União soviética e Pasternak vivia numa posição delicada na sua relação com a polícia política e era mais conhecido como um grande poeta. A versão original completa só foi publicada em 1978, na Rússia, 18 anos após a Morte de Pasternak que faleceu em 1960 por conta de um câncer no pulmão. O autor nasceu numa família judaica de origem ucraniana. Seu pai era pintor e ilustrador dos livros de Tolstói e sua mãe era pianista. Nos primeiros capítulos, vamos conhecer muitos personagens. Pasternak está confiante apresenta uma diversidade de óticas de vidas, de percepções do mundo. Como se estivesse certo que não largaríamos um livro de 500 páginas logo no início como se a…

O mestre de Petersburgo, J.M. Coetzee

Oi, Pessoal Hoje eu trago pra vocês um vídeo sobre um livro incrível que eu já li 2 vezes e que, se tivesse mais tempo e menos livros para ler, eu leria de novo. Dá pra devorá-lo em 2 tardes ou no espaço de um dia mesmo, como você preferir. Ler essa obra é como visitar a Rússia imperial! O interessante é que a narrativa tem aquele gostinho de Rússia, de romance de Dostóievski e sem sê-lo. O Coetzee nos faz mergulhar na São Petersburgo e na juventude da época (1867-1869), ambas devastadas pelos movimentos anarquistas. O ápice do livro é o encontro de Dostóievski com Nietchaiev, o líder mais importante  dos diversos grupos de jovens que semeiam assassinatos e ataques na cidade em nome “da justiça do povo”. A história nasce a partir de uma possibilidade aberta na realidade. Quando Dostoiévski volta a São Petersburgo, entre 1868 e 1869. O livro mistura os sonhos conturbados de Dostóievski, sua vida de jogador, suas dívidas e sua vida no exterior, em Dresden, na Alemanha, com sua segunda esposa, Ana Grigorievna. Fazia 2 anos que ele acabara de escrever o Jogador. (1866-7) O livro começa com a chegada de Dostóievski à cidade de…